Aplicando efeitos de luz no desenho

A luz é a parte mais importante do acabamento do desenho, é impossível para você imaginar um desenho finalizado se este ainda não tiver luz e sombra.

Mesmo antes de desenhar, a luz e as sombras que você observa já estarão aí, você só precisa treinar seus olhos para ver como um artista.

Claro que os tons são diferentes, tons de cinza entre o branco e o preto, merecem maior atenção.

Os desenhistas usam valores para traduzir a luz e as sombras que eles veem em sombreamento, criando assim uma ilusão  terceira dimensão.

No post de hoje vamos saber mais sobre os efeitos de luz no desenho.

efeitos de luz

Luz Própria e Luz Projetada

Em um desenho em duas dimensões, a luz é um elemento que define e caracteriza o volume do objeto desenhado.

É justamente o volume o que distingue os objetos que nos rodeiam e este volume depende da luz que recebe, e por consequência das sombras que ele mesmo produz.

Pode-se definir dois tipos de sombras: as próprias  e as projetadas.

A luz própria é a que é originada pelo desenho em si mesmo e a luz projetada é aquela que ele produz nas superfícies vizinhas.

Também é importante ter em consideração os reflexos produzidos pela luz natural, que projetam as superfícies ou objetos vizinhos já que elas aclaram a sombra própria do desenho.

Os especialistas afirmam que entre a luz e a sombra há uma zona de transição ou de uma chama meia sombra, que pode variar em extensão dependendo justamente da intensidade da luz.

E dependendo da graduação do cinza que você colocar no seu desenho.

 

A escala de tons

A escala de tons é excelente para exercitar o olhar, treinar a percepção da luz e iluminação do desenho.

O bom uso da luz é válido para iluminação natural e artificial, mas para entender sobre a escala de tons das cores e neutros é necessário entender que cada cor possui seu próprio grau de pureza, a cor não sofre a ação da luz ou da mistura com outra cor ou neutro, já que os neutros não são consideradas cores.

Em ambas situações, com a ação da luz, pode ocorrer uma variação de tons sobre o corpo de um elemento em função das sombras , seja ela própria ou projetada.

Exercitando a Luz

Ter um olhar mais atento sobre a luz e a sombra antes que você comece a desenhar, considerar os valores apropriados que ilustram a luz e as sombras devidamente.

É necessário para  ser capaz de identificar visualmente detalhes muito importantes como a fonte de luz, a direção de onde se origina a luz dominante do desenho.

Já que a colocação desta fonte de luz afeta todos os aspectos do desenho.

Quanto às sombras, elas aparecem sempre nas áreas de um objeto que recebe pouca ou nenhuma luz e também pode ser usada como um recurso.

Na sombra projetada, o foco do desenho é a área escura sobre a superfície adjacente onde a luz é bloqueada pelo objeto sólido.

A fonte de luz diz exatamente onde desenhar, todos os valores de luzes e sombras deverão ser usados como um recurso poderoso do desenho.

Claro que é necessário um pouco de prática para localizar a fonte de luz de qualquer desenho, seja a fonte de luz própria ou projetada, como também as sombras e sombras projetadas em torno do objeto desenhado.

Por isso é importante escolher bem o objeto a ser desenhado, perguntando a si mesmo onde estão os valores da luz no seu desenho, olhando para as áreas mais claras sobre o objeto e desde a luz mais brilhante até as mais leves e tênues.

Quer saber mais sobre o assunto? Clique na imagem abaixo, lá existe um vídeo com uma dica bem legal para você.

Ebook - O Segredo de Como Ganhar Dinheiro Como Desenhista

Marcos Jordão

Marcos Jordão

Tenho como Hobby o Desenho, e depois de muito estudo resolvi compartilhar tudo que aprendi para ajudar a você também melhorar como você desenha.

Website: http://www.dicascomodesenharbem.com.br/contato/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *